terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Semana 15 Gestação



Seu bebê
Com o rosto totalmente delineado, os olhinhos do futuro bebê continuam fechados, mas ele já percebe as alterações de luz e pode até ficar incomodado se você disparar um flash próximo à barriga. Talvez até resolva se encolher um pouquinho. Sua pele também é muito sensível, lisa e transparente, porém acaba de ganhar a proteção de uma fina camada de pelos, chamada lanugem. Após o nascimento, essa penugem vai cair e, aos poucos, nascerão novos pelos. Nesta semana, ele pesa 50 g e mede 10 cm.

Sua gravidez
Você está curiosa para saber o sexo do bebê? Então, anime-se: entre a 15ª e a 18ª semana de gestação, já é possível ver se você está esperando uma menina ou um menino. Ou melhor, isso vai depender da posição do pequeno - às vezes, eles cismam em fechar as perninhas e não deixam ninguém olhar ali. Que tal um revigorante banho de sol matinal? Nada impede você de continuar bonita, bronzeada e em forma durante a gravidez. Mas não se esqueça do protetor solar e evite se expor entre as 10 horas e as 16 horas. Os raios solares também vão ajudar seu corpo a produzir a vitamina D, um nutriente que melhora a absorção de cálcio. Esse mineral vai garantir dentes fortes e ossos saudáveis para mãe e filho.


Quanto devo comer?

Na gravidez, a alimentação da mulher serve para suprir as necessidades nutricionais do feto e também para preparar para o desgaste energético ocasionado pela amamentação
O corpo durante a gravidez se comporta como um pequeno depósito, em que parte do que é consumido tende a ser armazenada. É como se ele decidisse preservar alguns nutrientes para usá-los no futuro. Segundo os médicos, existe uma lógica nesse comportamento: o organismo da mulher precisa se preparar desde cedo para o desgaste energético ocasionado pela amamentação.
O consumo extra de calorias, além de suprir as necessidades nutricionais do feto, contribui para esse trabalho. O cálculo do limite diário para a gestante precisa ser feito por um especialista, que deve levar em consideração a altura, a constituição física, a prática de atividades esportivas e o índice de massa corporal (IMC) antes da gravidez. "Em geral, cerca de 300 a 350 calorias diárias a mais são suficientes", diz a nutricionista Maria Antonieta Carvalhaes, da Universidade Estadual Paulista em Botucatu.
As mulheres com baixo peso devem aumentar o consumo de alimentos desde o início da gravidez e engordar um pouco. Assim, terão reservas para o fim da gestação, quando o bebê precisará crescer bastante, e para a amamentação. "As demais, que estão com o peso normal ou acima do recomendado, precisam incrementar o consumo de energia a partir da décima segunda semana e ganhar peso lenta e continuamente", observa Maria Antonieta.

Nenhum comentário: